GuetoA revolta do gueto de Varsóvia, na Polónia em 1943, foi uma rebelião contra a ocupação nazi alemã. Nessa altura já se tinham dado os transportes da maioria dos habitantes do gueto. Cerca de 300.000 das 380.000 pessoas no gueto tinham sido levadas para o campo de extermínio de Treblinka, onde foram assassinadas imediatamente após a sua chegada, no final do Verão de 1942. Os restantes habitantes do gueto sabiam agora o que os esperava e muitos deles preferiam morrer lutando, em vez de morrer numa câmara de gás. A revolta foi esmagada pelo Gruppenführer das SS, Jürgen Stroop.


Início da revolta em Janeiro de 1943

No dia 18 de Janeiro de 1943, a primeira instância da resistência armada ocorreu quando os alemães iniciaram a segunda onda de transportes para os campos de extermínio. Os combatentes judeus tiveram algum sucesso, sendo que os transportes pararam após 4 dias e a Żydowska Organizacja Bojowa e Żydowski Zwiazek Walki tomaram o controlo do gueto, montando vários postos de combate e operando contra colaboradores judeus.

Durante os três meses seguintes, todos os habitantes do gueto prepararam-se para aquilo que eles pensavam poder ser a luta final. Foram cavados túneis por baixo das casas, a maioria ligadas pelo sistema de esgotos e de abastecimento de água, dando acesso a zonas mais seguras de Varsóvia.

O apoio de sectores fora do gueto foi limitado, mas unidades polacas da Armia Krajowa e GL atacaram esporadicamente unidades alemãs em sentinela perto das muralhas do gueto. Uma unidade polaca da AK, nomeadamente a KB sob o comando de Henryk Iwański, chegou mesmo a lutar dentro do Gueto, juntamente com ŻZW. A AK tentou, por duas vezes, explodir a muralha do gueto mas sem muito sucesso.

Esmagamento da revolta

Tropas NazisA batalha final começou na noite da Páscoa judaica, a 19 de Abril de 1943. Partisans (atiradores) judaicos dispararam e atiraram granadas contra patrulhas alemãs a partir de becos, esgotos, janelas. Os nazis responderam detonando as casas, bloco por bloco, cercando e matando todos os judeus que podiam capturar.

A resistência afrouxou em 23 de Abril e terminou em 16 de Maio de 1943. No entanto, tiroteios esporádicos podiam ser ouvidos na área do gueto ainda durante o verão de 1943.

Após as revoltas, o gueto tornou-se o local onde os prisioneiros e reféns polacos eram executados pelos alemães. Mais tarde, foi criado um campo de concentração na área do gueto. Chamava-se KL Warschau.

Revolta do Gueto de Varsóvia