Papa Bento XVPapa Bento XV, nascido Giacomo della Chiesa em Génova, a 21 de Novembro de 1854, morreu em Roma, no dia 22 de Janeiro de 1922. Bento XV foi Papa desde 3 de Setembro de 1914 até à data da sua morte.

Nasceu numa família nobre. Doutorou-se em Direito em 1875, tendo depois sido ordenado sacerdote e entrado no serviço diplomático do Vaticano, sendo empregado do Cardeal Mariano Rampolla como secretário.

A 16 de Dezembro de 1907, Chiesa ascendeu a Arcebispo de Bolonha e no dia 25 de Maio de 1914 a Cardeal. Com a Primeira Grande Guerra, e após a morte de Pio X, fez um discurso sobre a posição da Igreja e os seus deveres, enfatizando a necessidade de ter uma postura neutral e promover a paz e acudir aos deslocados e feridos. O conclave onde foi eleito terminou a 3 de Setembro.

Fez diversas tentativas, infrutíferas, para negociar a paz, tendo o Vaticano sido excluído das negociações de paz no final da guerra. Promulgou o Codex Iuris Canonici (Código do Direito Canónico) em 1917. Após o armistício de 1918, Bento XV dedicou-se à reforma administrativa da Igreja, com o intuito de a adaptar ao novo sistema internacional emergente.

Papa Bento XV