Cícero no SenadoMarcus Tullius Cicero nasceu na região do Arpino a 3 de Janeiro 106 a.C. e veio a falecer em Formies, no dia 7 de Dezembro 43 a.C..

Cícero foi um filósofo, orador, escritor, advogado e político romano.

Cícero nasceu numa antiga família do Lácio, a quem tinha sido dada a cidadania romana somente em 188 a.C. O pai proporcionou aos dois filhos, Marco, o mais velho, e Quinto, uma educação muito completa, sendo Marco Túlio entregue aos cuidados do célebre senador e jurista romano Múcio Cévola. Viveu num período especialmente turbulento da história de Roma. Após o assassinato de Júlio César, enfrenta Marco António e é degolado a mando de Otávio quando tenta fugir para o Oriente. A sua língua e suas mãos foram expostas nas escadarias do senado.

Cícero é, com Demóstenes, o melhor expoente da oratória clássica. É autor de diversos tratados filosóficos sobre o Estado, o bem, o conhecimento, a velhice, o dever, a amizade, entre tantos outros, que transmitem a tradição do pensamento grego. As suas próprias ideias sobre a arte da oratória, assim como uma história desta, expressam-se em tratados escritos de forma dialogada, como De Oratore, Brutus, Orator, como demais obras publicadas. Chegam aos nossos dias quase um milhar de cartas de Cícero sobre temas variados que constituem um valioso conjunto documental.

Cícero