James Cook nasceu em Marton a 27 de Outubro de 1728 e morreu no Hawaii a 14 de Fevereiro de 1779. Cook foi um navegador inglês, pioneiro da exploração do Oceano Pacífico, tendo sido o responsável pela descoberta da Austrália.

Nasceu em Marton-in-Cleveland, Yorkshire. Em 1746 mudou-se para Whitby, onde estudou náutica, matemática e astronomia. Em 1755 ingressa na Marinha britânica. Excelente cartógrafo, é incumbido de fazer três viagens de circunavegação.

Em 1768, no navio HMS Endeavour, foi o comandante escolhido para levar os membros da Royal Society ao Haiti, para observar o trânsito de Vénus, na primeira expedição científica pelo Pacífico. Esteve em Novembro de 1768 no Rio de Janeiro, mas os tripulantes não receberam permissão para aportar, ficando presos nas embarcações e sob vigia das autoridades portuguesas. O famoso naturalista Joseph Banks, que participava da expedição, teve momentos escassos em terra, e conseguiu recolher 320 espécies vegetais nos arredores da cidade, segundo o livro de John Hawkesworth, An account of the voyages undertaken by the order of his Present Majesty for Making Discoveries, publicado em Londres no ano de 1773. As autoridades locais negavam a permanência de estrangeiros na colónia e o francês Louis-Antoine de Bougainville enfrentou obstáculos semelhantes quando visitou o Rio de Janeiro.

Após o sucesso da expedição científica, Cook prosseguiu com objectivos de exploração. Durante a viagem, descobre o arquipélago que baptiza de Ilhas Sociedade, na Polinésia Francesa, e mapeia toda a Nova Zelândia. No regresso, descobre a costa ocidental da Austrália.

Em 1772, Cook parte para uma nova circunavegação, ao comando das naus Resolution e Adventure. Durante esta viagem chega à mais baixa latitude ao sul alcançada até então (70°10”S), cruzando pela primeira vez o Círculo Polar Antárctico. Esta viagem resultou na descoberta das Ilhas Cook.

Em 1776, com os navios Resolution e Discovery, parte para o que seria a sua última missão e descobre o arquipélago do Hawaii, que chama de Sandwich. Passa ao longo da costa da América e atravessa o estreito de Bering, chegando ao Ártico. No regresso ao Hawaii, Cook é morto num confronto com nativos.

Cook ficou conhecido pela preocupação com a saúde e a alimentação da sua tripulação. Na sua primeira viagem, nenhum membro da tripulação morreu de escorbuto, doença causada pela falta de ácidos cítricos no organismo e responsável pela morte de muitos marinheiros até o século XVIII.

Cook é também o afamado pai da Oceania.

A ambição leva-me a ir não só mais longe do que qualquer outro homem antes de mim já foi, mas até tão longe quanto creio ser possível a um homem ir.

Excerto presente no diário do comandante James Cook

James Cook