O Primeiro Império Mexicano durou apenas oito meses, de 21 de Julho de 1822 a 19 de Março de 1823, tendo sido único imperador, Agustín de Iturbide. Quando o imperador Napoleão I colocou o seu irmão José Bonaparte no trono espanhol em 1808, as ligações de Espanha com as suas colónias americanas enfraqueceram, produzindo-se o fortalecimento do movimento de independência do México.

A Guerra da Independência do México iniciou-se em 1810, prolongando-se até 1821, ano em que as tropas independentistas entraram na Cidade do México e em que foi assinado o Tratado de Córdoba pelo qual a Espanha reconhecia a independência do México. Nesse ano, o general Agustín de Iturbide foi eleito chefe do governo provisório e da regência que detinha o poder imperial que fora de Espanha. Na noite de 18 de Maio de 1822, uma manifestação encabeçada pelo Regimento de Celaya, que Iturbide comandara durante a guerra, tomou as ruas da Cidade do México exigindo que Iturbide aceitasse o trono. No dia 19 de Maio, o Congresso Soberano nomeou-o imperador, e em 21 de Maio de 1822 foi publicado o decreto que confirmava oficialmente esta nomeação, a qual, oficialmente, era apenas temporária até que fosse encontrado um monarca europeu que quisesse governar o México.

O título oficial de Iturbide era Pela Providência Divina e Pelo Congresso Nacional, Primeiro Imperador Constitucional do México. A sua coroação teve lugar em 21 de Julho de 1822, na Cidade do México. Nesta altura, o Império Mexicano estendia-se por mais de 5 milhões de km2, desde o actual Oregon a norte até ao Panamá a sul, incluindo as nações recém-independentes da América Central.

O fim do Primeiro Império Mexicano

Como as várias facções do congresso tornavam-se críticas de Iturbide e da sua governação, o imperador decidiu-se pela sua dissolução em 31 de Outubro. Este facto enfureceu o comandante da guarnição militar de Veracruz, Antonio López de Santa Anna, que seria mais tarde presidente. Santa Anna e as suas tropas sublevaram-se contra Iturbide, com o apoio de Vicente Guerrero, sendo proclamada a república a 1 de Dezembro. Temendo pela sua própria vida, à medida que a rebelião ganhava maior expressão, o imperador ordenou ao congresso dissolvido que se voltasse a reunir em 4 de Março de 1823. Apresentou a sua abdicação ao congresso durante uma sessão nocturna em 19 de Março de 1823, partindo para Itália pouco tempo depois.

Em Abril de 1824, o congresso, após declarar a nulidade da sua administração, declarou Iturbide como traidor. Quando este regressou ao México em Julho de 1824, foi detido à chegada a Tamaulipas e executado.

O Primeiro Império Mexicano