O Tenente-General Tadamichi Kuribayashi, nascido a 7 de Julho de 1891 e falecido a 22 de Março de 1945, era o comandante da defesa Japonesa em Iwo Jima durante a Batalha de Iwo Jima.

Kuribayashi nasceu numa família samurai. No inicio de 1928, ele passou 2 anos num centro militar em Washington. Enquanto lá, ele observou o poder industrial dos Estados Unidos.

Em Junho 1944, foi escolhido pelo Imperador Hirohito para liderar a defesa de Iwo Jima. Na noite antes da sua partido, teve uma reunião privada com o Imperador, que lhe disse que era importante os EUA, não tomarem Iwo Jima.

Três divisões de Fuzileiros dos EUA desembarcaram a 16 de Fevereiro, na Operação Detachment, já referida detalhadamente no Diário Universal. Kuribayashi ordenou às suas tropas que cada um deveria matar 10 soldados Americanos ou um tanque antes de morrerem em combate. Recusou-se a deixá-los participar em ataques suicidadas, preferindo utilizá-los em tácticas de guerrilha.

“Continuamos a lutar” – disse Kuribayashi por rádio a 22 de Março. “As forças sobre o meu comando são agora quatrocentas. Tanques estão a atacar-nos. O inimigo sugeriu através de altifalante que nos rendêssemos, mas os oficiais e os homens apenas se riram e não deram atenção. Esta foi a última mensagem de Kuribayashi tendo o seu corpo nunca sido encontrado.

O Tenente-General Tadamichi Kuribayashi