João do Canto e Castro Silva Antunes Júnior nasceu em Lisboa no dia 19 de Maio de 1862, tendo morrido no dia 14 de Março de 1934. Canto e Castro, nada aparentado com o eterno actor, foi oficial da Marinha e quinto presidente da República Portuguesa, de 16 de Dezembro de 1918 a 5 de Outubro de 1919.

Tomou posse como Ministro da Marinha, a pedido de Sidónio Pais, a 9 de Setembro de 1918, tendo-lhe sucedido depois do atentado que vitimou o ditador.

Durante o seu mandato sucederam-se duas tentativas de revolução. A primeira, em Santarém, em Dezembro de 1918, que foi liderada pelos republicanos Cunha Leal e Álvaro de Castro. A segunda, em Janeiro de 1919, de cariz monárquico, liderada por Paiva Couceiro, que, por algum tempo manteve a Monarquia do Norte, fez ressaltar a sua posição sui generis, sendo monárquico, como presidente da República, reprimiu violentamente um movimento daqueles com quem partilhava convicções.

Presidente João do Canto e Castro