Mikhail Sergueievitch Gorbatchov, ou Gorbachev, nascido a 2 de Março de 1931, foi o último Secretário-geral do Comité Central do Partido Comunista da União Soviética de 1985 a 1991. As suas tentativas de reforma conduziram ao final da Guerra Fria e, ainda que não tivesse esse objectivo, terminou com o poder do Partido Comunista da União Soviética, levando à dissolução da União Soviética.

Carreira Política

Estudou Direito na Universidade de Moscovo, onde conheceu a sua futura esposa, Raíssa. Casaram-se em Setembro de 1953 e fixaram-se na terra natal de Gorbatchov, Stavropol, no sul da Rússia, onde se licenciou 1955.

Mikhail Gorbatchov inscreveu-se no Partido Comunista em 1952, com 21 anos de idade. Em 1966, com 35 anos, completou os estudos no Instituto Agrícola como economista-agrónomo. Começou, então, a progredir rapidamente na sua carreira política. Em 1970 foi nomeado Primeiro Secretário da Agricultura e, no ano seguinte, membro do Comité Central. Em 1972, dirigiu uma delegação soviética à Bélgica e, dois anos mais tarde, em 1974, tornou-se representante do Soviete Supremo. Fez parte do Politburo em 1979. Aí, recebeu a protecção de Iuri Andropov, chefe do KGB, também natural de Stavropol, e foi promovido durante o breve período em que Andropov se tornou líder do partido, antes da sua morte em 1984.

As posições que tomou no partido deram-lhe a oportunidade de realizar viagens a diversas partes do mundo, o que terá influenciado o seu ponto de vista político e social, como líder do seu país. Em 1975, dirige uma delegação à República Federal da Alemanha e em 1983 lidera outra ao Canadá, onde se encontra com o primeiro-ministro Pierre Trudeau, com os membros da Câmara dos Comuns e do Senado.

O seu Governo

Com a morte de Konstantin Chernenko, Mikhail Gorbatchov, com 54 anos de idade, é eleito secretário geral do Partido Comunista a 11 de Março de 1985. Sendo, efectivamente, o líder da União Soviética.

Em 1985, viajou até ao Reino Unido, onde se encontrou com Margaret Thatcher. A partir do seu governo, Gorbatchov tenta reformar o partido, que dava então mostras de decadência, ao apresentar o seu projecto que se resumia nas expressões glasnost (transparência) e perestroika (reestruturação), que é apresentado no 27.º Congresso do Partido Comunista Soviético, em Fevereiro de 1986.

Em 1986, Gorbatchov tem de lidar com a explosão do reactor da Usina Nuclear de Chernobyl, localizada na Ucrânia, que provocou uma onde de radiação por toda a Europa. A desorganização e as informações escassas na época contribuíram para que o regime comunista já estivesse no fim.

Em 1988, Gorbatchov anuncia que a União Soviética abandonava oficialmente a Doutrina Brejnev, ao admitir que a Europa de Leste adoptasse regimes democráticos, se desejassem. Mais tarde, por piada, auto-denominou esta disposição como Doutrina Sinatra. Isto levou à corrente de revoluções de 1989, nos países de leste, através das quais o Comunismo caiu. Revoluções estas que se realizaram de forma pacífica, como na Alemanha, com a queda do muro de Berlim, sendo que houve excepção no caso da Roménia. Terminava assim a Guerra fria, o que justificou a atribuição do Prémio Nobel da Paz a Gorbatchov, em 15 de Outubro de 1990.

Contudo, a democratização da URSS e dos países de Leste, ao levar à perda de poder do Partido Comunista, conduziu à situação que culminou com o Golpe de Agosto de 1991, como objectivo de o retirar do poder. Durante este tempo foi forçado a passar três dias numa prisão na Crimeia, antes de ser libertado e voltar ao poder. Nessa altura, Boris Ieltsin começou a receber mais apoios em detrimento de Gorbatchov. Este viu-se obrigado a demitir um grande número de membros do Politburo e, em vários casos, houve ordem de prisão. Gorbatchov foi eleito como primeiro Presidente executivo da União Soviética em 15 de Março de 1990 mas resignou a 25 de Dezembro de 1991.

Vida pós-Soviética

Em termos gerais, Gorbatchov é bem visto no mundo ocidental graças à sua contribuição para o fim da Guerra Fria. Contudo, na Rússia, a sua reputação não é tão favorável devido à crise económica e social que se instalou logo após a queda da URSS.

Criou a Fundação Gorbatchov em 1992. Em 1993, fundou também a Cruz Verde Internacional. Foi um dos principais promotores da Carta da Terra, em 1994. Tornou-se, igualmente, membro do Clube de Roma. Em 1997, Gorbatchov entrou num anúncio da Pizza Hut, que passou na televisão norte-americana, com o fim de obter fundos para os Arquivos Perestroika.

A 26 de Novembro de 2001, Gorbatchov fundou, igualmente, o Partido Social Democrata Russo.

No início de 2004, Gorbachev registou a sua marca de nascença, na testa, devido à sua utilização por uma marca de vodka que lhe fazia referência. É irónico, pois enquato no poder, Gorbachev combateu o alcoolismo, com várias leis.

Em 8 de Fevereiro de 2004, foi galardoado com um Grammy, juntamente com Bill Clinton e Sophia Loren pela narração conjunta do disco Prokofiev: Peter and the Wolf/Beintus: Wolf Tracks, sobre Pedro e o Lobo de Prokofiev e uma versão moderna da história, com intuitos ecológicos, o que vai ao encontro das preocupações ambientais que têm marcado os últimos anos.

Gorbatchov