Gestapo é a sigla em alemão de Geheime Staatspolizei, a polícia secreta Nazi. Sob a administração geral da SS, era administrada directamente pela RSHA e era considerada uma organização dual da Sicherheitsdienst e também uma parte da Sicherheitspolizei.

A Gestapo for criada no negro dia de 26 de Abril de 1933, na Prússia, a partir da Polícia Secreta Prussiana. No início, era apenas um ramo da polícia prussiana. O seu primeiro comandante foi Rudolf Diels, que recrutou membros de vários departamentos e reestruturou a Gestapo em algo similar ao FBI actual.

O papel da Gestapo como polícia política só foi estabelecido quando Hermann Göring foi designado para suceder Diels como comandante, em 1934. Foi Göring quem inventou o termo Gestapo e levou o governo nazi a expandir a sua força para além da Prússia, para toda a Alemanha.

Em Abril de 1934, Göring e Himmler concordaram em colocar de lado as suas diferenças e, principalmente por um ódio combinado às Sturmabteilung, Göring aceitou colocar o comando da Gestapo sob a autoridade das SS.

A Gestapo era a garantia do completo domínio da população pelo Partido Nazi. Esta polícia funcionava sem tribunal, decidindo a própria as penas que deviam ser aplicadas. Tornou-se célebre na Alemanha, e depois em toda a Europa ocupada, pelo terror implacável dos seus métodos. A Gestapo representou o arbítrio e o horror das forças Nazis. A sua sede ficava na rua Prinz-Albrechtstrasse, em Berlim, onde existe actualmente um museu sobre a sua infame história.

Um dos métodos de actuação dos seus agentes membros era através da infiltração em fábricas, como operários. Lá, aguçavam os outros operários para uma revolta contra o governo. Então, a polícia secreta passava uma lista onde os operários que estavam a favor assinavam os seus nomes. Durante a noite os operários que assinavam a lista recebiam uma visita de alguns policias fardados e com uma insígnia de um crânio e uma águia de ferro no boné. No dia seguinte o operário era substituído por outro, pois este desaparecia misteriosamente. Este método foi usado para vários presos políticos. A tortura e morte era algo bastante comum nas sedes das SS e da Gestapo.

A Gestapo