Boris Feodorovitch Godunov nasceu cerca do ano de 1551 e morreu no dia 13 de Abril de 1605. Boris foi o regente da Rússia entre os anos de 1584 e 1598. Foi também o primeiro Czar que não pertencia à dinastia Rurik a assumir o trono russo. Foi eleito para o trono por uma assembleia popular, em oposição ao herdeiro natural do trono, o seu cunhado Teodoro I, da dinastia Rurik, por este ser considerado retardado e incapaz de governar.

A sua acção política é travada com o aparecimento de um impostor que afirma ser o filho assassinado de Ivan IV, Dimitri. Após surgir na fronteira polaca, o falso príncipe consegue um amplo apoio da população camponesa, que já se encontrava insatisfeita com o governo de Godunov. O Czar acaba por ser acusado pela opinião pública como o responsável pela tentativa de assassinato de Dimitri, e acaba por morrer praticamente isolado, em desespero, abrindo as portas para a subida do príncipe impostor ao trono russo.

Mas o falso Dimitri também perderia o apoio da maioria da população, com impressionante velocidade, e acabaria assassinado pela massa, sendo o seu corpo disparado por um canhão apontado para a Polónia.

Boris Feodorovitch Godunov