Henrique de Borgonha, nascido no ano de 1066 e falecido em Astorga no dia 24 de Abril de 1112, foi Conde de Portucale desde 1093 até à sua morte. Ele foi o filho de Henrique de Borgonha, herdeiro de Roberto I, Duque de Borgonha e de Beatriz ou Sibila de Barcelona. Era irmão de Eudes I.

Sendo um filho mais novo, Henrique tinha poucas possibilidades de alcançar fortuna e títulos por herança, tendo por isso aderido à Guerra da Reconquista Cristã. Henrique ajudou, enquanto cruzado, o Rei Afonso VI de Leão e Castela a conquistar o Reino da Galiza, que compreendia aproximadamente a moderna Galícia e o norte de Portugal. Como recompensa casou com a filha do Rei, Teresa de Leão. Com este casamento, em 1093, Henrique tornou-se também o Conde Portucalense, condado à época dependente do reino de Galiza.

Teve vários filhos de Teresa. O mais novo, o único que sobreviveu à infância, foi Afonso Henriques, que se tornou o segundo Conde de Portugal em 1112. No entanto, o jovem Afonso tinha outros planos, como a história da nossa Nação nos conta, em 1128 rebelou-se contra a sua mãe e em 1139 reafirmou-se independente de Leão e proclamou-se Rei de Portugal. O reconhecimento oficial ocorreu em 1143, com a assinatura do tratado de Zamora.

Actualmente, o nobre Conde está sepultado na Sé de Braga.

Henrique de Borgonha