António Lopes Ribeiro nasceu em Lisboa a 16 de Abril de 1908 e morreu no dia 14 de Abril de 1995. Foi um cineasta português.

Irmão do actor Ribeirinho, começou por se dedicar à crítica cinematográfica, actividade a que se dedicou a partir dos 17 anos de idade, no jornal Diário de Lisboa, e no exercício da qual fundou diversas revistas dedicadas à crítica de cinema. Três anos mais tarde, estreia-se como realizador com o documentário Bailando ao Sol, em 1928.

De 1940 a 1970, parte da sua obra cinematográfica é dedicada aos actos oficiais do Estado Novo, sendo por isso chamado de cineasta do regime. Alguns exemplos desta faceta de Lopes Ribeiro são A Revolução de Maio, de 1937, o Feitiço do Império, de 1940, ou Manifestação Nacional a Salazar, do ano de 1941.

Para além destas duas actividades, António Lopes Ribeiro demarcou-se como produtor de cinema, jornalista, argumentista, profissional de televisão, da rádio e figura do teatro.

António Lopes Ribeiro