A 28 de Junho de 1914, quando o Arquiduque se encontrava em Sarajevo para comandar manobras militares, foi assassinado por Gavrilo Princip, estudante servo-bósnio. O assassino era militante da organização nacionalista sérvia Jovem Bósnia. O governo austríaco culpou a Sérvia pela morte.

Mediante um ultimato, exigiu ao governo sérvio a repressão das acções anti-austríacas lançadas do seu território, a autorização para que policias austríacos participassem na investigação do atentado e a punição dos responsáveis. A resposta negativa sérvia, alegando que o ultimato violava a sua soberania, foi o rastilho para o estalar da Primeira Guerra Mundial, opondo as alianças da Alemanha com a Áustria-Hungria, enquanto que, em apoio da Sérvia, colocaram-se a Rússia, França e Grã-Bretanha, e mais tarde Portugal, Estados Unidos da América e Roménia, entre outros.

O Início da Guerra