Vasco dos Santos Gonçalves nasceu em Lisboa, no dia 3 de Maio de 1921, e faleceu em Almancil, a 11 de Junho de 2005. Gonçalves foi um General e um político português da segunda metade do século XX, tendo surgido no Movimento dos Capitães em Dezembro de 1973, numa reunião alargada da sua comissão coordenadora efectuada na Costa da Caparica. Era então um Coronel de Engenharia, que viria a integrar a Comissão de Redacção do Programa do Movimento das Forças Armadas.

Membro da Comissão Coordenadora do MFA, foi, mais tarde, primeiro-ministro de sucessivos governos provisórios (II a V). Tido geralmente como pertencente ao grupo dos militares próximos do PCP, perdeu toda a sua influência na sequência dos acontecimentos do 25 de Novembro de 1975.

Como primeiro-ministro, foi o mentor da reforma agrária, das nacionalizações dos principais meios de produção privados, do salário mínimo para os funcionários públicos, do subsídio de férias e do subsídio de Natal. O seu protagonismo durante os acontecimentos do Verão Quente de 1975 levou os apoiantes do Gonçalvismo, na pessoa de Carlos Alberto Moniz, a inclusive comporem uma cantiga em que figurava o seu nome: Força, força, companheiro Vasco, nós seremos a muralha de aço!.

Morreu a 11 de Junho de 2005, aos 84 anos, quando nadava numa piscina, em casa de um irmão em Almancil, aparentemente devido a uma síncope cardíaca.

Vasco Gonçalves