A Pedra de Roseta é um bloco de granito negro que proporcionou aos investigadores um texto escrito em egípcio demótico, grego e em hieróglifos egípcios. Como o grego era uma língua bem conhecida, a pedra serviu de chave para a decifração dos hieróglifos por Jean-François Champollion, em 1822, e por Thomas Young, em 1823.

A Pedra de Roseta foi descoberta por soldados do exército de Napoleão em 1799, enquanto conduziam um grupo de trabalho de engenheiros para o Forte Julien, próximo a Roseta, no Egipto, a cerca de 56km leste de Alexandria.

Devido ao tratado da Capitulação, assinado em 1801, a pedra foi cedida às autoridades militares britânicas e levada para preservação no Museu Britânico em Londres. O bloco de pedra tem estranhos glifos cunhados separados em três partes distintas. Cada parte apresenta uma espécie de escrita que em nada se assemelhava com as outras duas. Estas três formas de escrita, constatou-se depois, eram textos nas seguintes línguas:

  • hieróglifos
  • demótico
  • grego

As suas inscrições registam um decreto instituído em 196 a.C., sob o reinado de Ptolemeu V Epifânio, escrito em duas línguas: Egípcio tardio e Grego. A parte da língua egípcia foi escrita em duas versões, hieróglifos e demótico, sendo esta última uma variante cursiva da escrita hieroglífica. Houve a hipótese de que os três textos fossem o mesmo, mas apenas o grego podia ser entendido.

Qualquer conhecimento sobre a escrita em hieróglifos foi perdida desde o século IV a.C e do demótico pouco depois. Dois problemas confrontavam os académicos que trabalhavam com as inscrições. Saber se os hieróglifos representavam uma simbologia fonética ou apenas símbolos pictóricos, e determinar o significado das palavras individuais.

O médico britânico Thomas Young obteve um substancial progresso em 20 anos de estudo. Mas o mérito final da completa realização da tradução em 1822 pertence ao estudante francês Jean-François Champollion, que desta forma iniciou a ciência de estudo de assuntos referentes ao Egipto, a Egiptologia.

A Pedra de Roseta