Papa Inocêncio III, nascido Lottario d’Conti em Anagni, na Itália, foi Sumo Pontífice entre 1198 e 1216. Inocêncio foi um homem culto, sagaz, um hábil administrador, sustentando lutas contra monarcas europeus para submetê-los à Igreja Católica. Em 1204, organizou a Quarta Cruzada contra a Terra Santa, mas a expedição transformou-se num saque a Constantinopla, capital do Império Bizantino. Na Inglaterra, debateu-se com o rei João, o Sem-terra, e na França com Felipe II, obrigando-os a reconhecer a autoridade papal. Interferiu ainda nos reinos da Suécia e da Polónia.

Foi nesta época que a Igreja Católica fez a Cruzada albigense, patrocinada por Inocêncio III. Nela, um exército de mais de 30 mil homens leais ao Papa marchou contra o sul da França, contra os cátaros, os quais matavam mulheres grávidas em nome da sua religiosa. A guerra durou 40 anos.

O Papa Inocêncio III admitiu no seu exército mercenários, bandoleiros e vagabundos, cuja motivação não apenas foi salvaguardar a fé cristã, mas livrar o mundo do perigo cátaro, coisa que até mesmo os historiadores protestantes assumem que a humanidade estaria em perigo se aquela seita existisse.

Na Espanha, impediu a dissolução do casamento dos reis Pedro II, de Aragão, e Afonso IX, de Leão. A todos os soberanos citados, Inocêncio III sempre procurou demonstrar que, sendo ele Papa, estaria num plano superior ao terrestre.

Papa Inocêncio III