O Independente foi um jornal semanário português, fundado em 1988. O seu primeiro número foi publicado a 20 de Maio de 1988 e o último no dia 1 de Setembro de 2006.

O seu primeiro director foi Miguel Esteves Cardoso, coadjuvado por Paulo Portas e por Manuel Falcão. O Independente teve também um papel na transformação do CDS em Partido Popular e foi um semanário de grande importância na década de 1990, quando quase todas as semanas surgia uma manchete denunciando uma figura pública, casos de corrupção, uso indevido de fundos públicos, entre tantos outros escândalos. Várias pessoas terão sido acusadas justamente, mas outras foram consideradas inocentes pelos tribunais e o jornal foi sujeito a vários processos por difamação. Foi um dos principais responsáveis pelo declínio do cavaquismo, facto que mais tarde iria tornar extremamente difíceis as relações entre o CDS/PP liderado por Paulo Portas e o PSD.

No início do século XXI entrou em declínio e a consequente queda de vendas, além das baixas vendas, o jornal teve de ainda pagar várias indemnizações a pessoas que se consideraram injustamente acusadas. Em Abril de 2001, O Independente foi adquirido, livre de passivo, à Media Capital por um grupo de investidores encabeçado por Inês Serra Lopes.

A derradeira manchete do jornal diz “Ponto final”. No resto do último número, a edição 955, apenas constam algumas primeiras páginas deste semanário.

Independentemente Finado