A Batalha do Golfo de Leyte ocorreu entre 23 e 26 de Outubro de 1944 nas águas em torno da ilha de Leyte, nas Filipinas, entre o Japão e os Aliados, durante a II Guerra Mundial.

Esta batalha foi uma campanha naval dividida em quatro batalhas:

  • Batalha do Mar de Sulu;
  • Batalha do Estreito de Surigao;
  • Batalha do Cabo Engaño;
  • Batalha de Samar.

Os Aliados invadiram a ilha de Leyte para cortar a ligação e a linhas de abastecimentos entre o Japão e o resto de suas colónias do Sudeste Asiático, principalmente o fornecimento de petróleo para a Marinha Imperial Japonesa. Como defesa, os japoneses reuniram as principais forças navais ainda em operação na guerra para reprimir o desembarque das tropas aliadas, mas falharam o seu objetivo, sendo a marinha derrotada.

A batalha foi o último grande confronto naval da II Guerra Mundial, pois após a sua derrota, a marinha japonesa deixou de ter um poder combate significativo. Esta batalha resultou também no corte definitivo dos abastecimentos para o Japão, resultando na paragem obrigatória, por falta de combustível, das restantes frotas navais e aéreas imperiais.

Foi em Leyte que aconteceram, pela primeira vez na guerra, os ataques suicidas dos aviões kamikazes japoneses contra a frota norte-americana no Pacífico.

Batalha do Golfo de Leyte