Titus Flavius Vespasianus, o Imperador Vespesiano, nasceu no dia 17 de Novembro do ano 9 e faleceu no dia 23 de Junho de 73 depois de Cristo, tendo sido o primeiro da Dinastia Flávia, que ocupou o Poder em 69 d.C., logo após o suicídio de Nero e o atribulado Ano dos Quatro Imperadores, tendo sido proclamado Pontifex Maximus em Alexandria pelos soldados da sua Legião.

Durante o seu mandato, a Britânia foi conquistada por Gneu Júlio Agrícola. Foi também durante o seu reinado como Imperador que ocorreu a grande revolta dos Judeus, em Israel, durante um ano de intensos combates e motins. Jerusalém foi destruída, meio milhão de Judeus morreram e 100.000 foram escravizados. Um arco do triunfo entre o Fórum e o Coliseu celebrou a vitória sobre os Judeus.

O periodo que esteve no poder ficou marcado por profundas reformas económicas e políticas, a nível das contas públicas e do Senado, o que trouxe prosperidade e crescimento em todo o Império, tendo reorganizado as províncias administrativas, adaptando-as às novas realidades da altura, tendo também angariado fundos para a construção do templo dedicado a Júpiter Capitolino e para o Coliseu de Roma. Vespasiano morreu dez anos após ter sido declarado Imperador, tendo sido um reinado benéfico para o seu povo. Foi sucedido pelo filho mais velho Tito.

Titus Flavius Vespasianus