Richard Nixon a abandonar a Casa Branca.
Richard Nixon a abandonar a Casa Branca.

O escândalo de Watergate foi denunciado a 18 de Junho de 1972, quando o jornal Washington Post noticiou na primeira página o assalto do dia anterior à sede do Comité Nacional Democrata, no Complexo Watergate, na capital dos Estados Unidos. Durante a campanha eleitoral, cinco pessoas foram detidas quando tentavam fotografar documentos e instalar aparelhos de escuta no escritório do Partido Democrata.

Bob Woodward e Carl Bernstein, dois repórteres do Washington Post, investigaram o caso Watergate. Durante meses, os dois repórteres estabeleceram as ligações entre a Casa Branca e o assalto ao edifício de Watergate. Estes foram informados por uma pessoa conhecida apenas por Garganta profunda (Deep Throat) que revelou que o Presidente sabia das operações ilegais.

Richard Nixon foi eleito Presidente em 1968, sucedendo a Lyndon Johnson, voltando-se a candidatar em 1972, tendo como opositor o senador democrata George McGovern, obtendo uma vitória esmagadora, ganhando em 48 dos 50 estados. McGovern venceu apenas em Massachusetts e em Washington.

Porém, durante a campanha de 1972, aconteceu o dito assalto ao Comité Nacional Democrático. Durante a investigação oficial que se seguiu, foram apreendidas fitas gravadas que demonstravam que o Presidente Nixon tinha conhecimento das operações ilegais contra a oposição, na qualidade do chefe do Partido Republicano. A 9 de Agosto de 1974, quando várias provas já ligavam os actos de espionagem ao Partido Republicano, Nixon renunciou à Presidência dos Estados Unidos da América. Foi substituído pelo seu Vice-Presidente Gerald Ford, que assinou uma amnistia, retirando-lhe as devidas responsabilidades legais perante qualquer infracção que tivesse cometido, ou seja, um perdão total.

Nixon Abandona a Presidência