A Acção Socialista Portuguesa foi fundada em Genebra por Mário Soares, Manuel Tito de Morais e Francisco Ramos da Costa, em Novembro de 1964, representando um novo esforço de estruturação do movimento socialista.

Logótipo Oficial do Partido Socialista
Logótipo Oficial do Partido Socialista

A ASP iniciou a publicação do Portugal Socialista em Maio de 1967, estabelecendo também numerosos contactos com partidos e organizações internacionais, sendo formalmente admitida na Internacional Socialista em 1972. Esta organização foi o embrião do futuro Partido Socialista.

A transformação da Acção Socialista Portuguesa em Partido Socialista ocorreu a 19 de Abril de 1973. Deliberada em congresso da A.S.P realizado na Alemanha, não foi uma decisão consensual para os vinte e sete delegados aí presentes.

Nesta imagem estão Ramos da Costa, Tito de Morais e Mário Soares na cidade de Genebra em Novembro de 1964
Nesta imagem estão Ramos da Costa, Tito de Morais e Mário Soares na cidade de Genebra em Novembro de 1964

A Declaração de Princípios e Programa do Partido Socialista, aprovados em Agosto de 1973, resultaram de diversas contribuições de militantes e simpatizantes do interior e do exterior. Na Declaração de Princípios afirmava-se a defesa do socialismo em liberdade, ao mesmo tempo que se defendia como objectivo último uma sociedade sem classes e o marxismo era aceite como “inspiração teórica predominante”, embora permanentemente repensado, como ainda hoje é.

Fundação do Partido Socialista