A Ponte Pênsil, originalmente denominada Ponte D. Maria II, era uma ponte suspensa que ligava as duas margens do Rio Douro, entre a cidade do Porto e Vila Nova de Gaia, em Portugal. A sua construção foi iniciada em Maio de 1841, para comemorar o aniversário da coroação de D. Maria II, ainda que ficasse conhecida como Ponte Pênsil. A construção terminou cerca de dois anos depois do início das obras.

Com pilares de 15 metros de altura, 150 metros de comprimento e 6 de largura, a ponte assegurava um melhoramento no tráfego entre as duas margens, substituindo a degradada Ponte das Barcas.
Para testar a sua resistência suportou mais de 105 toneladas, peso esse constituído por cerca de 100 pipas de água. Esta ponte manteve-se em funcionamento durante cerca de 45 anos, até ser substituída pela Ponte Dom Luís I, construída ao seu lado, que ainda hoje está activa.

Após a inauguração da Ponte D. Luís, a Ponte Pênsil foi desmontada em 1887. Restam actualmente os pilares e as ruínas da Casa da Guarda Militar que assegurava a ordem e o regulamento da ponte, assim como a cobrança de portagens para a sua travessia.

Ponte Pênsil