Mosaico do Imperador Constantino

O Édito de Constantino foi uma legislação do Imperador romano Constantino I, proclamada no dia 7 de Março de 321, proclamando:

Que todos os juízes, todos os habitantes da Cidade e todos os mercadores e artífices descansem no venerável dia do Sol. Não obstante, atendam os lavradores com plena liberdade ao cultivo dos campos; visto acontecer amiúde que nenhum outro dia é tão adequado à semeadura do grão ou ao plantio da vinha; daí o não se dever deixar passar o tempo favorável concedido pelo céu.

Embora alguns Cristãos tivessem usado este decreto para oficializar o dia de veneração ao Domingo, na realidade, o decreto não se aplicou nem a Cristãos nem a Judeus. Este édito fazia parte do Direito Civil romano e à sua religião pagã, visto que apenas em 325, no Primeiro Concílio de Nicéia, é que o Domingo seria confirmado como dia de descanso cristão, e a guarda do sábado abolida no Concílio de Laodicéia.

Dies Solis