Camacho Costa

José Camacho Costa nasceu em Odemira a 8 de Junho de 1946, ficando na memória de todos os portugueses por ter sido um excelente comediante e um brilhante actor português.

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, foi crítico de cinema entre 1973 e 1978, mas foi ao teatro, principalmente à comédia portuguesa que mais se dedicou. Entre 1976 e 2000 participou em mais de vinte produções dos teatros do Parque Mayer.

Camacho Costa trabalhou também com os Artistas Unidos onde foi dirigido por Jorge Silva Melo. Com mais de dez participações no cinema, em filmes como Manhã Submersa de Lauro António, Saudades para Dona Genciana de Eduardo Geada, O Testamento do senhor Napumoceno da Silva Araújo de Francisco Manso ou Ilhéu da Contenda de Leão Lopes, popularizou-se com a sua presença regular nas principais séries televisivas de humor portuguesas, como Os Malucos do Riso de Marecos Duarte. O papel mais conhecido e mais cómico foi o Lelo, personagem cuja etnia era cigana, que ainda hoje tem impacto na sociedade.

Camacho Costa veio a falecer no dia 1 de Março de 2003, vítima de um cancro pulmonar. Semanas antes, já bastante combalido pela doença, havia dito numa das suas ultimas aparições em público: “Não fui eu que apanhei um cancro. O cancro é que apanhou um Camacho Costa!”

António Camacho Costa