Crónica de época aos feitos de Dom Luís de Ataíde

Luís de Ataíde, o Terceiro Conde de Atouguia e primeiro e único Marquês de Santarém, nasceu no ano de 1517 e faleceu no dia 10 de Março de 1580, na cidade de Goa. D. Luís ficou para a História por ter sido o Governador-Geral da Índia Índia Portuguesa e Vice-Rei da Índia entre 1568 a 1581.

Após grandes conquistas em África, Luís de Ataíde participou na expedição de D. Estêvão da Gama ao Mar Vermelho, sendo armado cavaleiro na Igreja de Santa Catarina do Monte Sinai. Regressando ao Reino, foi enviado à corte de Carlos V e tomou parte na sua expedição contra os Luteranos. Quando D. Sebastião tomou o governo após o período de Regência, Luís de Ataíde foi nomeado 10º Vice-Rei da Índia em Março de 1568.

Já na nova Índia, o novo Governador tratou logo de «introduzir a disciplina nos serviços e manter domínio do mar, para o que fez os maiores sacrifícios, a fim de organizar esquadras que protegessem o comércio e mantivessem rigor na tributação sobre a navegação dos locais. Fez sufocar a revolta de Baticala por uma frota sob o comando de Afonso Pereira de Lacerda. Encarregou Martim Afonso de Miranda da polícia da costa do Malabar, com 20 navios. Dom Luís de Ataíde fez dar caça aos corsários, reprimir excessos dos malabares e atacar as força do Samorim por D. Diogo de Meneses. Para garantir a segurança da navegação, conquistou em 1569 as praças de Onor e de Bracelor, cujos portos eram centro de piratas.»

Dom Luís de Ataíde