Mem de Sá

Mem de Sá, nascido no ano de 1500, foi um distinto Fidalgo e Administrador colonial português, tendo ficado para a História como um dos primeiros Governadores-Gerais do Brasil. Irmão do poeta Francisco Sá de Miranda, exerceu o cargo de desembargador dos Agravos, tendo sido nomeado terceiro Governador-Geral do Brasil entre 1558 e 1572, sucedendo a D. Duarte da Costa.

Mem de Sá chegou a Salvador, na Bahia, no dia 28 de Dezembro de 1557, tendo tomado posse do Governo a 3 de Janeiro de 1558. Uma das suas principais preocupações foi a de pacificar a recém criada colónia, liderando a guerra contra os nativos. Durante os combates, Mem de Sá perdeu o filho, Fernão de Sá, na então Capitania do Espírito Santo.

Os 14 anos do seu governo ficaram marcados por vários momentos, destacando a fundação da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, a segunda a ser criada no Brasil, e a expulsão das tropas Francesas do território português em 1567. Em termos administrativos, Mem de Sá destacou-se também na criação de incentivos à produção do açúcar, estimulo do tráfico de escravos africanos para o Brasil e na criação de Leis que protegiam da escravidão os indígenas já catequizados.

Mem de Sá