O Tratado de Alcanizes ou Alcañices foi assinado entre Leão e Castela, reinos governados por Fernando IV, e Portugal, através de D. Dinis. Este importante documento, assinado a 12 de Setembro de 1297, na povoação leonesa-castelhana de Alcanizes, definiu as fronteiras entre Portugal e a actual Espanha, constituindo o tratado fronteiriço mais antigo do mundo, ainda em vigor.

A versão portuguesa deste documento encontra-se preservado nos Arquivos da Torre do Tombo, conservando as suas características originais.

Este documento também constitui o registo histórico mais antigo, referente à Questão de Olivença. Segundo o tratado assinado, Olivença passaria a pertencer ao Reino de Portugal. Porém, ainda hoje este território é considerado português, mas administrado por Espanha. É dos poucos territórios do mundo que não tem uma fronteira definida.

[important]Curiosidade: Apesar do Tratado estar datado de 1335, este documento foi realmente assinado no ano de 1297. Na época, o calendário juliano ainda se encontrada em vigor na maior parte da Europa, explicando assim a diferença temporal. Actualmente, é universalmente utilizado o calendário gregoriano.[/important]

Tratado de Alcanizes